Tributária

Decisão sobre mudanças na MP 232 fica para a próxima semana

O movimento do setor produtivo contra a medida provisória que elevou carga tributária das empresas prestadores de serviço ainda não surtiu efeito. Após mais de duas horas reunido com o ministro da Fazenda Antonio Palocci, o presidente da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, saiu do encontro sem nada concluído. Ele disse apenas que a reunião foi "proveitosa".

Este conteúdo é restrito a assinantes.

Por favor, faça seu login.

Não é assinante? Faça agora sua assinatura!

Americanas