Artigos

Golpe traiçoeiro

Durante o clima festivo de final de ano o governo agiu sorrateiramente ao editar a medida provisória 232/04. As alterações tributárias contidas na MP frustram já em seu primeiro artigo no que se refere ao necessário ajuste da tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF). A correção dos valores em 10% não gera benefícios significativos aos assalariados e praticamente mantém a mesma situação que vigorava quando da adoção do redutor de R$ 100,00 aplicado sobre . . .

Este conteúdo é restrito a assinantes.

Por favor, faça seu login.

Não é assinante? Faça agora sua assinatura!

Americanas