Tributária

Receita altera preenchimento da Dirf

Laura Ignacio

Desta vez, a Receita Federal mordeu e assoprou. A partir deste ano é obrigatório informar na Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte (Dirf) todas as remunerações pagas aos trabalhadores, até as que não sofreram retenção do imposto na fonte. Mas, agora, somente devem ser declaradas as remunerações acima de R$ 6 mil anuais.

As medidas foram instituídas, respectivamente, pelas Instruções Normativas 493 e 511 da Secretaria da Receita Federal (SRF).

A Dirf é o instrumento da Receita para checar o quanto foi retido de imposto na fonte e saber o quanto ela deverá restituir ao contribuinte. Ela deve ser entregue, até 28 de fevereiro próximo, por toda pessoa física ou jurídica empregadora de trabalhador assalariado ou não. De acordo com a Receita, neste ano foram entregues 56.416 declarações, o que representa apenas 8,4% do total do ano passado.

A Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis (Fenacon) havia pedido à Secretaria da Receita Federal da 8° Região (SP) para que fosse obrigatório declarar só os salários acima de R$ 12 mil, que precisam fazer a retenção na fonte do imposto. "Fomos atendidos parcialmente", afirma o presidente da federação, Carlos Castro.

Print Friendly, PDF & Email
Americanas

Comentário fechado