Tributária

Lula admite prorrogar, de novo, início da MP 232

Valderez Caetano e Gerson Camarotti

BRASÍLIA. Pressionado pela grande mobilização contra a medida provisória (MP) 232, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva negociou ontem com o novo presidente da Câmara, Severino Cavalcanti, a possibilidade de prorrogar por 60 dias o prazo de entrada em vigor do aumento de impostos para que o Congresso e empresários tenham mais tempo para debater os principais pontos da MP. O acordo foi feito ? segundo interlocutores que estiveram no primeiro encontro oficial de Lula com Severino ? porque o deputado afirmou categoricamente ao presidente que, do jeito que está, a MP não passa.

Print Friendly, PDF & Email
Americanas

Comentário fechado