Adm. Tributária

Feirão do Imposto revela carga tributária sobre materiais escolares

por: Eduardo Barros

SÃO PAULO – Toda família sabe que no começo de ano uma parcela significativa de seu orçamento vai para a compra de materiais escolares, mas o que pouca gente tem consciência é da quantia de impostos que incide sobre estes produtos.

Para esclarecer o consumidor e revelar a elevada carga tributária existente no setor, a Associação Comercial de São Bernardo do Campo realizou mais um Feirão do Imposto, prática que está se tornando cada vez mais freqüente em todo o Brasil, e que neste caso se concentrou exclusivamente nos materiais escolares.

Metade do preço da caneta é imposto

A iniciativa pesquisou o preço e o tributo específico de diversos itens utilizados na escola, comprovando o exagero dos impostos incidentes sobre os produtos, como no caso da caneta, cujo preço final médio de R$ 0,60 é composto por 48,69% de impostos, ou R$ 0,29 do valor total.

Quase no mesmo patamar de tributação estão o apontador e a borracha, com 44,39% de tributos em relação aos custos dos itens, que são de R$ 0,35 e R$ 0,30, respectivamente. Um pouco atrás na lista, mas também com taxação elevada, aparecem a cola tenaz, com 43,91% de impostos, os estojos para lápis, com 41,53% e as pastas em geral, com 41,17%.

Todos os outros produtos analisados possuem carga tributária superior a 30% de seu preço final, ou seja, a cada R$ 10 gastos pelo consumidor na compra dos materiais escolares, pelos menos R$ 3 vão para todas as instâncias do governo em forma de impostos.

Print Friendly, PDF & Email
Americanas

Comentário fechado