Tributária

Varejo aguarda blitz da Fazenda

O setor varejista de Porto Alegre, especialmente os de shopping centers, aguardam definição da Secretaria Estadual da Fazenda para iniciar o repasse de informações sobre as vendas das lojas. Uma decisão do governo intensificará a fiscalização nos estabelecimentos para coibir a sonegação. O presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Porto Alegre (CDL), Atílio Manzoli Júnior, disse que a medida é positiva, pois coíbe ‘maus pagadores’. ‘A fiscalização deve ser para todos. A CDL defende que todos contribuam com suas obrigações fiscais’. O empresário voltou a criticar a alta carga tributária, que na sua opinião ‘está inviabilizando’ o varejo.
De acordo com o diretor da Receita Estadual, Luiz Antônio Bins, deverão ser fiscalizadas cerca de 3 mil lojas em 60 shoppings no RS. O alvo são as que não emitem nota fiscal. A Fazenda não dispõe de percentuais sobre evasão fiscal no comércio. O superintendente do Iguatemi, Fernando Zilles, disse que a decisão não é nova e que já forneceu informações desse nível à Receita. ‘Da nossa parte, não restrição, faremos isso sempre que solicitado e dentro da legislação.’

Print Friendly, PDF & Email
Americanas

Comentário fechado