Tributária

Despesas com saúde podem ser abatidas na declaração

O contribuinte pode deduzir integralmente gastos com saúde na declaração do Imposto de Renda. Despesas com plano de saúde, médicos, hospitais, psicólogos, psiquiatras e dentistas podem ser abatidas do total a ser pago do imposto. Fica de fora o que se gastou no ano com remédios, óculos, próteses para efeitos estéticos, lentes de contato e aparelhos de surdez.

O supervisor nacional do IR, Joaquim Adir, lembra que os gastos com remédios e enfermeiros podem até ser deduzidos, desde que estejam incluídos em despesas com hospitais e clínicas médicas. Há excepcionalidades também no caso de próteses. Podem até ser abatidas, desde que atestadas pelo médico de que havia necessidade de ser utilizada pelo paciente (em caso de doença).

Adir lembra que todas as despesas devem ter documentos que as comprovem. O tempo para guardar recibos que atestam os gastos é de, no mínimo, cinco anos. A Receita Federal exige que, além de informar os gastos, o contribuinte inclua na declaração do IR o número do CPF ou CNPJ do médico ou clínica onde foi prestado o serviço de saúde. "Isto é para facilitar o cruzamento de informações", justifica Adir.

Print Friendly, PDF & Email
Americanas

Comentário fechado