Corporativa

CVM quer punir gestor do Futuretel, sócio da Telemig

Catherine Vieira Do Rio
A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) adotou providências que podem resultar na punição do Opportunity ou de sócios do banco, na qualidade de gestores da Futuretel, por meio da qual o fundo investe na Telemig Celular e na Tele Norte Celular.
Segundo a autarquia, a Futuretel cometeu infração grave por não ter divulgado o fato relevante no qual o Citigroup informava que obteve liminar em Nova York suspendendo o processo de venda das operadoras. A superintendente de empresas da CVM, Elizabeth Machado, afirmou que a Futuretel deveria ter divulgado ao mercado as informações sobre a liminar, o que não havia ocorrido até a noite de ontem. "A instrução 358 prevê que é tarefa dos diretores de relações com investidores das companhias informar ao mercado fatos que sejam relevantes para os investidores."
Segundo a superintendente, o fato de terceiros se encarregarem da divulgação ao mercado não isenta a companhia de fazer o comunicado. "De acordo com a instrução, o descumprimento dessa obrigação é uma infração grave e a CVM está tomando as providências cabíveis", disse.

Print Friendly, PDF & Email
Americanas

Comentário fechado