Corporativa

Fraude contábil nos EUA

Um júri nos Estados Unidos declarou culpado, ontem, o ex-presidente da empresa WorldCom, Bernard Ebbers, que foi julgado por uma fraude contábil de US$ 11 bilhões que levou a empresa à maior quebra empresarial da história dos EUA. Depois de uma deliberação que começou na sexta-feira em Nova York, o júri, integrado por sete mulheres e cinco homens, chegaram a um veredicto de culpabilidade em todas as acusações imputadas: fraude, conspiração e apresentação de documentos falsos a organismos reguladores. O ex-diretor, de 63 anos, poderia ser condenado a uma pena de 85 anos de prisão.

Print Friendly, PDF & Email
Americanas

Comentário fechado