Trab. Previdência

Inocente demitido por furto deve ser readmitido ou indenizado

Para a 5ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-SP), se a empresa descobre que era falsa a acusação de furto que provocou a demissão de um empregado, o simples pagamento das verbas rescisórias não repara o erro. Se o trabalhador não for readmitido, deverá receber indenização pelo dano moral sofrido.
Um ex-empregado do Saito & Saito Supermercados Ltda. ingressou com ação na Vara do Trabalho de Caieiras (SP). De acordo com o processo, o reclamante foi suspenso de suas funções logo após serem encontradas duas garrafas "long neck" e duas latas de energético escondidas no depósito. Dias depois, o ex-empregado foi demitido por justa causa.
Testemunhas no processo declararam que a informação que obtiveram na sede da empresa foi de que o reclamante havia sido "demitido por ter ?roubado? materiais da empresa". Logo após, por telegrama, a empresa informou ao ex-empregado que sua demissão fora revertida "sem justa causa".

Print Friendly, PDF & Email
Americanas

Comentário fechado