Tributária

EUA propõem tarifa zero em agrícolas

Assis Moreira e Mônica Scaramuzzo De Genebra e São Paulo
Os Estados Unidos propuseram ontem acordos setoriais – eliminação de tarifas de importação – nas negociações agrícolas da Organização Mundial de Comércio (OMC) para carne bovina, de porco, frango, cevada, frutas e vegetais, além de alguns produtos processados, destilados, sementes para produção de óleo (como algodão) e soro de leite.
Com a iniciativa, os americanos indicam ver poucas chances de maior acesso aos mercados apenas com reduções tarifárias e reforçam a idéia de que os acordos setoriais também são necessários nas negociações de produtos industriais.
O Brasil, líder nas discussões agrícolas, não respondeu aos EUA. As informações são de que Brasília está consultando os setores produtivos. Mas na negociação industrial a posição brasileira é claramente defensiva. Índia e Argentina já se opuseram à iniciativa americana.
Para especialistas brasileiros, a proposta já nasce praticamente morta. Segundo André Nassar, do Instituto de Estudos do Comércio e Negociações Internacionais (Icone), acordos setoriais não são interessantes para a Europa e o Japão, "que tem o mercado fechado para a carne de porco, por exemplo". Outro problema é que a oferta americana não inclui produtos como soja e açúcar, de grande interesse para o Brasil.

Print Friendly, PDF & Email
Americanas

Comentário fechado