Tributária

Receita afasta possibilidade de alta de imposto para os bancos

Brasília – O secretário-adjunto da Receita Federal, Ricardo Pinheiro, afastou hoje a possibilidade de um aumento da carga tributária dos bancos. O secretário assegurou que a Receita não está estudando aumento de tributos para as instituições financeiras por conta dos altos lucros obtidos no ano passado.

Na sua avaliação, não é "via" aumento de carga tributária que se deve resolver o problema da alta lucratividade dos bancos. "Existe um viés no Brasil e de que banco ganha muito dinheiro e que seria uma absurdo. Sem entrar no mérito ou não da questão, a verdade é que não é via aumento de impostos que se resolve esse problema. Alguém vai pagar a conta e eu tenho certeza que será o consumidor", ponderou o secretário.

Para ele, uma decisão sobre aumento da carga tributária dos bancos não é "necessariamente" de cunho exclusivamente tributário. "Temos que verificar o impacto econômico", disse. Ele destacou que qualquer imposto é custo e que se, houver espaço na margem de lucro das empresas, esse aumento vai levar a uma elevação dos preços. "Temos que parar um pouco com romantismo", disse ele referindo à discussão que ocorre sempre que os bancos divulgam lucros recordes.

Ele ressaltou que um aumento do Imposto de Renda sobre o lucro dos bancos pode sim ter impactos no custo do dinheiro. Pinheiro argumento também que uma elevação do custo do dinheiro pode afetar a economia de uma forma mais ampla.

Adriana Fernandes

Print Friendly, PDF & Email
Americanas

Comentário fechado