Tributária

Governo desiste de brigar pela MP 232

BRASÍLIA – O líder do governo na Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), anunciou nesta terça-feira que o governo vai rejeitar todo o texto da Medida Provisória 232, inclusive a correção de 10% da tabela do imposto de renda. A medida provisória causou polêmica ao também elevar a tributação para os prestadores de serviço.Com a rejeição da MP, o limite de isenção do IR, que havia subido para R$ 1.164 em janeiro, volta aos R$ 1.058 do ano passado.
Chinaglia afirmou também que o governo vai enviar um projeto de lei ao Congresso, num prazo de 15 dias, propondo a correção do imposto de renda em 10%.

Print Friendly, PDF & Email
Americanas

Comentário fechado