Adm. Tributária

Para tributar com eficiência é preciso taxar o lucro real

Mário Cordeiro Carvalho Jr e Eriksom Teixeira LimaA pressão da sociedade civil organizada junto ao Congresso Nacional obrigou que o governo abandonasse a MP 232 do Imposto de Renda (IR) sobre pessoas físicas e empresas prestadoras de serviços. A redação da nova MP vai permitir que os primeiros mantenham a ínfima redução na taxação, e que não serão alterados os impostos para os segundos. Para alguns, a sociedade está dando um basta ao aumento da carga tributária. Porém, análises minuciosas permitem concluir que qualquer proposta . . .

Este conteúdo é restrito a assinantes.

Por favor, faça seu login.

Não é assinante? Faça agora sua assinatura!

Americanas