Tributária

PF apreende cinco toneladas de mercadorias ilegais

A Delegacia de Polícia Federal desencadeou uma operação para combater o contrabando e roubo de cargas. As diligências realizadas na última quarta-feira resultaram na apreensão de aproximadamente cinco toneladas de mercadorias ilegais.
                  
A primeira busca foi realizada, por volta das 10h30 dessa quarta-feira, na distribuidora de alimentos que funciona na Rua São Marcos, 107, Parque Farroupilha. No local, foram apreendidas 600 caixas de água de coco e medicamentos depositados de forma inadequada.
                     
Conforme a Polícia Federal, informações preliminares indicam que os lotes de água de coco são carga roubada. Grande parte dos remédios apresentava prazo de validade vencido.
                    
Na seqüência, foi cumprido mandado de busca e apreensão na residência na Rua Paulo Polita, 211, Bairro Petrópolis, onde reside o suposto proprietário das mercadorias ilegais. Um suspeito foi surpreendido pelos agentes federais enquanto tentava se livrar das provas do crime, incinerando parte das mercadorias numa churrasqueira.
                         
Na residência, foram recolhidas duas cargas de cigarros e bebidas com selos do IPI falsificados, além de remédios e outras mercadorias, possivelmente, roubadas. O responsável pela mercadoria, que não apresentou documentação fiscal comprovando a legalidade do produto estocado, vai responder inquérito por receptação e falsificação de selo ou sinal público, conforme os artigos 180 e 293 do Código Penal Brasileiro.
                        
A operação contou com apoio de equipes da Receita Federal, ICMS, Vigilância Sanitária e Brigada Militar. Uma equipe de peritos federais também foi acionada para analisar a mercadoria apreendida.
                       
De acordo com o delegado Federal Celso André Nenê Santos, o proprietário das mercadorias apreendidas não foi localizado. "O responsável será intimado para prestar esclarecimentos comprovando a legalidade dos produtos. Caso contrário, será enquadrado na forma da lei", garantiu.
Print Friendly, PDF & Email
Americanas

Comentário fechado