Tributária

Justiça manda outro empresário para a cadeia por sonegação de impostos

O empresário Edson Emílio Simione, dono da Natal Frigo, uma distribuidora de carnes em Natal (RN), foi preso pela Polícia Federal no último dia 8, acusado de sonegar R$ 4,6 milhões em impostos.

O débito estava inscrito na dívida ativa da União. O empresário havia recebido uma ordem judicial para pagar 5% da dívida com a Procuradora da Fazenda Nacional.

Como o pagamento não foi feito, a Procuradoria solicitou sua prisão à Justiça Federal.

Ao ser preso, o empresário acionou seu advogado, José Paulo Queiroz. Para surpresa das autoridades, o profissional já tinha sido condenado na década passada por envolvimento com o tráfico internacional de crianças.

Como ele não vinha cumprindo a prisão em regime semi-aberto, os agentes também determinaram sua prisão. O advogado foi mandado para a mesma cela onde estava seu cliente.

Por ordem da justiça, o empresário foi libertado três dias depois e poderá responder ao processo em liberdade. Para escapar da prisão, Simione teve que pagar as parcelas atrasadas e assumir o compromisso de honrar as prestações seguintes, sob pena de voltar à prisão.

Assessoria de Imprensa da SRF

Print Friendly, PDF & Email
Americanas

Comentário fechado