Tributária

Receita defende que recorde não é aumento de carga tributária

Brasília – O secretário-adjunto da Receita Federal Ricardo Pinheiro negou que os sucessivos recordes de arrecadação de impostos signifiquem aumento da carga tributária no País.

"Ao longo do tempo, sempre demos essa conotação de recorde, mas, hoje, estamos num ambiente político e social de se questionar a arrecadação e a carga tributária. Então, sempre que falamos em recordes, dá-se a conotação de que tem dinheiro em excesso e, por conseqüência, aumento da carga tributária, que justifica a revolta da sociedade", afirmou o secretário.

Na avaliação do secretário-adjunto, uma arrecadação mais elevada do que a anterior não pode, por si só, ser analisada como uma coisa boa ou ruim. Na análise, segundo ele, é necessário considerar-se a necessidade de cumprimento dos compromissos orçamentários (gastos e investimentos). "A nossa meta de arrecadação tem a ver com o ano em curso para cumprir a base orçamentária", disse.

Print Friendly, PDF & Email
Americanas

Comentário fechado