Tributária

Limite de impostos leva a engano, dizem tributaristas

Ygor Salles
 

Especialistas em tributação criticaram ontem o destaque dado pelo governo federal ao limite de 16% do Produto Interno Bruto (PIB) dado para a arrecadação tributária federal em 2006.
O limite foi estipulado na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), apresentada na sexta-feira pelo Ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, e pelo secretário-geral da Fazenda, Bernard Appy.
Para os tributaristas, o número não garante mudanças em curto prazo, já que a carga federal atual já está neste ponto, o que não traria redução na carga tributária como alardeou o governo federal.
Já a oposição vê aproveitamento eleitoral e camuflagem de dados, já que foram descontados do número a arrecadação previdenciária e trabalhista, além dos impostos estaduais e municipais.
?Isso é peça de campanha eleitoral. Até porque não é possível saber a carga tributária e as despesas correntes antes da execução do orçamento?, reclamou o líder do PSDB no Congresso, Alberto Goldman (SP).
Print Friendly, PDF & Email
Americanas

Comentário fechado