Tributária

3,1 mil estão na malha fina da Receita

Cerca de 3,1 mil contribuintes da Paraíba estão na malha fina da Receita Federal, de acordo com dados referentes a 2004. Segundo o delegado da Receita Federal em João Pessoa, Marconi Frazão, os contribuintes que caíram na malha fina da Receita ficam impedidos de receber restituição do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF). O delegado explicou que a principal causa para uma pessoa ter o nome na lista da malha fina é a divergência de valores declarados pelo contribuinte e pela fonte pagadora, no IRPF. ?Quem declarar errado, tanto para mais como para menos, cai na malha?, observa Marconi Frazão.

Segundo ele, a malha é nacional e o sistema ainda não disponibilizou os dados operacionais, que permitem o acesso aos nomes dos contribuintes. ?Essas pessoas só serão intimadas no segundo semestre do ano?, afirmou Frazão.

De acordo com o delegado, o contribuinte que quiser saber se está fazendo parte da malha antes do meio do ano, pode apresentar xerox dos documentos que serviram de base para a declaração à Receita Federal, que fará a análise. Caso seja detectado algum erro, a pessoa pode enviar uma declaração retificadora à Receita, informando o que foi declarado errado.

Depois que saem da malha fina, os contribuintes que informaram o número da conta corrente no ato da declaração do IRPF, terão a restituição depositada automaticamente. Frazão explicou que, caso a pessoa não informe o número da conta, a Receita disponibiliza o dinheiro no banco pelo período de um ano. Após esse prazo, se não for retirado, o dinheiro volta para a Receita, e o contribuinte terá cinco anos para requerer o valor, através de um formulário manual.

Print Friendly, PDF & Email
Americanas

Comentário fechado