Tributária

Arrecadação tributária de abril é recorde para o período, diz Receita Federal

por: Eduardo Barros
SÃO PAULO – A arrecadação total de impostos e contribuições federais, excluída a receita previdenciária, atingiu R$ 31,951 bilhões em abril, superando em 8,43% o valor verificado na mesma época do ano passado, e registrando a maior quantia para o mês já observada pela Receita Federal.

No acumulado do primeiro quadrimestre de 2005, o recolhimento total soma R$ 118,334 bilhões, montante 6,01% acima do constatado em igual período de 2004.

IR e Cofins têm mais peso
De acordo com balanço divulgado nesta quinta-feira (19), os tributos com maior representatividade na arrecadação de abril foram o Imposto de Renda e a Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social).

Com alta de aproximadamente 9,44% sobre o ano passado, o Imposto de Renda continua como o tributo de maior peso na arrecadação total da União, somando R$ 11,185 bilhões recolhidos no quarto mês de 2005.

Já a Cofins foi responsável por R$ 7,136 bilhões da receita de abril, o que equivale à alta de 8,68% diante de 2004. O crescimento da arrecadação deste tributo ocorre desde o ano passado, período em que perdeu a cumulatividade, mas teve sua alíquota ampliada de 3% para 7,6% (fevereiro), e também quando passou a incidir sobre produtos importados (maio).

Ainda segundo dados divulgados pela Receita Federal, a CSLL (Contribuição Social sobre Lucro Líquido) protagonizou a maior alta de abril: 30,70%, alcançando R$ 2,643 bilhões.

Aumento também sobre março
Além do incremento verificado na base comparativa anual, a arrecadação de tributos e contribuição em abril foi 7,95% maior que a de março.

De acordo com a Receita Federal, esta alta se deve a diversos fatores sazonais, como o pagamento da primeira cota ou da parcela única da declaração anual do Imposto de Renda da Pessoa Física, assim como a quitação do Imposto de Renda da Pessoa Jurídica e da CSLL referentes ao primeiro trimestre do ano.

Em contrapartida, a CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira) recolheu R$ 2,163 bilhões no mês, protagonizando retração de aproximadamente 18,44% frente ao resultado de março.

Vale destacar que todas as comparações efetuadas pela Receita Federal levam em conta a inflação medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor – Amplo).

Print Friendly, PDF & Email
Americanas

Comentário fechado