Trab. Previdência

TRT decide que empregado pode cochilar no trabalho

Cochilar no local de trabalho não pode ser motivo para demissão por justa causa se a empresa exige do empregado jornada ilegal e excessiva, sem conceder descanso. A decisão é da 10ª Câmara do Tribunal Regional do Trabalho de Campinas (15ª Região), que acatou os argumentos de um ex-funcionário da empresa Bertin Ltda. O funcionário trabalhava das 18h às 6h, com direito a 36 horas de descanso depois de cada turno de 12 horas de trabalho. A empresa convocou o trabalhador para começar uma nova jornada de 12 horas . . .

Este conteúdo é restrito a assinantes.

Por favor, faça seu login.

Não é assinante? Faça agora sua assinatura!

Americanas