Tributária

Contribuição sobre serviços mobiliza a Fazenda Nacional

Rafael GodoiO procurador-geral da Fazenda Nacional (PGFN), Manoel Felipe Rêgo Brandão, está convicto de que conseguirá reverter as derrotas sofridas nas ações em que questiona a isenção do pagamento da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) de sociedades civis prestadoras de serviços profissionais, como as de médicos, contadores, advogados e vários outras categorias. Sem precisar o número de processos em andamento, o procurador irá recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) em todos os casos em que for derrotado no Superior Tribunal de Justiça (STJ . . .

Este conteúdo é restrito a assinantes.

Por favor, faça seu login.

Não é assinante? Faça agora sua assinatura!

Americanas