Tributária

Em vez de facilitar, a Super-Receita complica a vida das empresas e dos contabilistas

Deixando o país inteiro perplexo, o próprio governo acabou obstruindo a votação da Medida Provisória 252, apresentada por ele mesmo com a pomposa alcunha de MP do Bem. Lá se vão, entre outros, os sonhos do segmento empresarial que mais deseja crescer e esperava a ampliação dos limites de faturamento de R$ 120 mil para R$ 240 mil para micro e de R$ 1,2 milhão para R$ 2,4 milhões para pequenas empresas, mantendo o enquadramento no Simples. A 252, porém, estava longe de ser . . .

Este conteúdo é restrito a assinantes.

Por favor, faça seu login.

Não é assinante? Faça agora sua assinatura!

Americanas