Tributária

Novo Simples depende de outra norma

A Lei 11.196/05, intitulada Lei do Bem, sancionada na última segunda-feira pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi, de um modo geral, bem recebida pelo meio jurídico. A crítica dos advogados ficou por conta da não ampliação do rol de empresas que podem optar pelo Simples (sistema simplificado de tributação para pequenas empresas). "Ainda há muito o que fazer para reduzir a carga tributária, mas essa lei já é um passo inicial", diz o advogado Guilherme Pereira das Neves, do escritório Braga & Marafon . . .

Este conteúdo é restrito a assinantes.

Por favor, faça seu login.

Não é assinante? Faça agora sua assinatura!

Americanas