Tributária

Drawback do Mercosul foi renovado

São Paulo - Os exportadores de máquinas e equipamentos estão comemorando a renovação até 2010 do mecanismo de drawback para o Mercosul, que venceu em 1º de janeiro. Segundo cálculos preliminares da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), a continuidade do regime de drawback para o Mercosul terá um impacto positivo de US$ 70 milhões ao ano sobre os exportadores que importam insumos para produção. De acordo com o presidente da entidade, Newton de Mello, a medida contribui para melhorar entre 7% e 8% a competitividade da m . . .

Este conteúdo é restrito a assinantes.

Por favor, faça seu login.

Não é assinante? Faça agora sua assinatura!

Americanas