Tributária

Fazenda estuda choque de competitividade

O Ministério da Fazenda estuda novo corte nas alíquotas do Imposto de Importação (II) de alguns setores, como bens de capital e tecnologia da informação, para estimular investimentos na renovação do parque produtivo e, com isso, promover um novo choque de competitividade na indústria brasileira. Outra repercussão esperada pelo aumento das importações é a maior saída de dólares e, conseqüentemente, um freio na valorização do real, segundo fonte da área econômica. A desoneração dos bens de capital acabados deverá ser acompanhada da harmonização . . .

Este conteúdo é restrito a assinantes.

Por favor, faça seu login.

Não é assinante? Faça agora sua assinatura!

Americanas