Trab. Previdência

Bancário contesta rescisão do PDV paga com ações do banco

A Quinta Turma do Tribunal Superior do Trabalho negou pedido de ex-empregado do Banco do Estado de Rondônia S/A (Beron) para anular cláusula de acordo que autorizou o empregador a pagar com ações 50% da rescisão de contrato. O acordo, firmado entre o Beron e o Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários, tratou das concessões recíprocas para a adesão ao Programa de Demissão Voluntária (PDV). A pretensão do bancário era de obter nulidade da cláusula e receber indenização por perdas e . . .

Este conteúdo é restrito a assinantes.

Por favor, faça seu login.

Não é assinante? Faça agora sua assinatura!

Americanas