Tributária

Cofins complica vida até de fiscais

Um tributo federal está batendo verdadeiros recordes de crítica. Tanto, que a Receita Federal analisa a possibilidade de realizar treinamento para que fiscais e técnicos entendam a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins), cobrada das empresas.
Até dois anos atrás, a Cofins tinha uma alíquota de 3%, que era aplicada sobre o faturamento. Mas havia reclamação porque o peso desse tributo, embutido no preço, crescia conforme a complexidade do produto. Era um tributo chamado pelos técnicos de “cumulativo”, que aumentava a cada etapa de produção.
O sistema mudou para “não cumulativo”, ou seja, uma empresa ganha um crédito no valor da Cofins embutida nas mercadorias que ela compra para usar em sua produção e usa esse crédito para pagar a contribuição que teria a recolher. A alíquota subiu para 7,6%, mas a arrecadação deveria se manter semelhante.

Print Friendly, PDF & Email
Americanas

Comentário fechado