Corporativa

Custos com manutenções relevantes de bens do ativo imobilizado

A Interpretação Técnica n° 1/2006, expedida pelo IBRACON – Instituto dos Auditores Independentes do Brasil em 16 de fevereiro de 2006, dispõe sobre o tratamento contábil dos custos com manutenções relevantes de bens do ativo imobilizado.
Explicou esse normativo que a prática contábil que prevalecia no Brasil era a de constituir provisão para gastos relevantes com manutenção de bens do ativo imobilizado. Com a edição da NPC 22, pelos motivos mencionados na Interpretação Técnica ora comentada, as entidades deverão deixar de constituir tal provisão, atendendo a orientação desta IT, e o ajuste deverá ser tratado como mudança de prática contábil.

Print Friendly, PDF & Email
Americanas

Comentário fechado