Artigos

Exportações e movimentos grevistas

Lis Caroline Bedin

As importações e, especialmente, as exportações no ano corrente têm sido muito prejudicadas com as freqüentes greves e paralisações promovidas pelas entidades responsáveis pela área aduaneira. Ora é a Receita Federal, ora a Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) ou tantos outros órgãos que acabam vitimando as empresas no anseio de verem atendidas suas reivindicações perante o Governo.
Ora, cada navio que não atraca ou cada mercadoria que deixa de ser embarcada, ainda que por questão de dias, pode trazer prejuízos irreparáveis às empresas que, mesmo tendo o Governo como inimigo, ainda assim insistem (felizmente para o País!) em investir nas exportações.
Espera-se que ou a Administração Pública tome providências para evitar tamanhos transtornos, equacionando seus problemas internos e gerando uma mínima garantia de investimento ao empresariado, ou então que a Justiça exerça pulso firme sobre essa questão.

Lis Caroline Bedin – OAB/PR 31.105. Departamento de Direito Administrativo, Ambiental e Aduaneiro (Escritório Curitiba).

Print Friendly, PDF & Email
Americanas

Comentário fechado