Tributária

Incentivo fiscal é pouco utilizado

JULIANA GARÇONPor falta de planejamento e dificuldade para manejar as leis, as empresas brasileiras deixam de fazer doações a projetos sociais que custariam pouco ou nada a seus caixas, já que seriam abatidas de impostos a pagar. Além disso, uma parte das firmas é excluída pelos critérios dos principais incentivos -os federais-, restritos a companhias que fazem a declaração de Imposto de Renda pelo modelo de lucro real, o que limita a 190 mil o grupo de potenciais doadoras.Isso pode mudar, ao menos em relação às doações aos Fundos . . .

Este conteúdo é restrito a assinantes.

Por favor, faça seu login.

Não é assinante? Faça agora sua assinatura!

Americanas