Trab. Previdência

Polícia Federal desmonta quadrilhas que fraudavam o INSS

Brasília – A Polícia Federal deflagrou hoje (25) a Operação Com Dor e prendeu três quadrilhas que causaram um rombo ao Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) de pelo menos R$ 6,7 milhões. Elas agiam nos municípios de Porto Alegre, Viamão, São Leopoldo, Alvorada e Guaíba, todos no Rio Grande do Sul.
Com a ajuda de médicos ou de registros médicos roubados, as quadrilhas forneciam atestados falsos para aposentadoria por invalidez. A quadrilha cobrava R$ 400 para a emissão dos atestados. Até agora 29 dos 31 investigados já foram presos.
O delegado da Polícia Federal de Porto Alegre, José Francisco Mallman, responsável pelo caso, informou que ?todas as pessoas que se beneficiaram com o esquema serão identificadas e chamadas para prestar depoimento. Se for comprovada a participação, elas terão que devolver o que receberam indevidamente aos cofres públicos, serão indiciadas por formação de quadrilha e estelionato contra a Previdência Social, podendo receber pena de até cinco anos de prisão?.
Os suspeitos são funcionários da Previdência Social, médicos e sindicalistas.

Print Friendly, PDF & Email
Americanas

Comentário fechado