Tributária

Argentina muda tributos e poderá comprar mais soja do Brasil

Após implementar uma resolução que reduz quase pela metade o imposto de exportação de farelo e óleo de soja produzidos a partir do grão importado, a Argentina poderá consequentemente comprar mais soja no Brasil para expandir exportações de subprodutos, avaliou a Abiove (Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais).

"Mexeram numa norma que reduz a tributação. Isso é um sinal de que querem importar soja do Brasil e fazer drawback com o farelo e o óleo", disse nesta terça-feira à Reuters Fábio Trigueirinho, secretário geral da Abiove, por telefone.

A Administração Federal de Ingressos Públicos (Afip) da Argentina publicou no final de outubro a resolução 2.147 que determina um regime especial temporário de importação de mercadorias destinadas ao processamento industrial.

A medida, segundo cálculo da Bolsa de Comércio de Rosário, reduz na prática de 9 dólares para 5 dólares por tonelada o imposto de exportação dos derivados da soja importada.

Print Friendly, PDF & Email
Americanas

Comentário fechado