Corporativa

Companhias ajustam-se à Sarbanes

Carolina Mandl e Talita Moreira, de São Paulo

Problemas na conversão das demonstrações financeiras para o padrão americano de contabilidade e vulnerabilidades no acesso aos sistemas de tecnologia da informação são as duas maiores falhas encontradas pelas empresas brasileiras no processo de ajuste de seus controles internos às exigências da lei americana. É o que detectou um levantamento feito pela firma de auditoria KPMG com as 33 companhias com ações negociadas no mercado americano. O estudo tem como base informações que constam no 20-F . . .

Este conteúdo é restrito a assinantes.

Por favor, faça seu login.

Não é assinante? Faça agora sua assinatura!

Americanas