Trab. Previdência

Adicional de risco é benefício exclusivo de vigilante

Encarregada de estação, mesmo que responsável pelo transporte do dinheiro arrecadado nas bilheterias para o cofre da empresa, não tem direito ao adicional de risco pago a vigilante.Baseados neste entendimento, os juízes da 9ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região negaram o pagamento do benefício a uma encarregada de estação da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CTPM).A funcionária entrou com ação trabalhista na 79ª Vara do Trabalho de São Paulo alegando que era responsável pelo transporte do dinheiro arrecadado nas bilheterias . . .

Este conteúdo é restrito a assinantes.

Por favor, faça seu login.

Não é assinante? Faça agora sua assinatura!

Americanas