Trab. Previdência

Empregada doméstica injustamente acusada de furto ganha indenização por danos morais

Uma empregada doméstica obteve na Justiça do Trabalho indenização por danos morais e ato discriminatório por sofrer acusação infundada de furto. Um dia depois de pedir demissão, a reclamante e sua família foram surpreendidas em sua casa com a "visita" da reclamada, que, acompanhada de dois empregados, invadiu sua casa, acusando-a de ter furtado uma caixa de jóias. Na frente dos filhos, do marido, e também a vizinhança, chamava a reclamante de ?negra-ladra?, enquanto vasculhava as gavetas e os móveis da casa . . .

Este conteúdo é restrito a assinantes.

Por favor, faça seu login.

Não é assinante? Faça agora sua assinatura!

Americanas