Trab. Previdência

Estudo da Fiesp aponta aumento da carga tributária com acidentes do trabalho

TATIANA RESENDEEstudo da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) aponta aumento da carga tributária para 67% das atividades econômicas -- 866 de 1.301-- com as novas regras do FAP (Fator Acidentário de Prevenção), que subsidia o cálculo do seguro-acidente, em vigor a partir de janeiro.Segundo a entidade, pode haver um acréscimo de até 500% na contribuição com a mudança porque houve um reenquadramento nas alíquotas de cada setor conforme o risco --leve (1% da folha de pagamento), 2% (médio . . .

Este conteúdo é restrito a assinantes.

Por favor, faça seu login.

Não é assinante? Faça agora sua assinatura!

Americanas