Tributária

Quase metade da conta de luz vai para impostos

BRASÍLIA - Toda vez que acende a luz, o consumidor brasileiro liga também a caixa registradora do governo do seu estado. O ICMS, imposto estadual cobrado sobre prestação de serviços e a circulação de mercadorias, é o grande vilão do custo da energia elétrica brasileira, principalmente para os usuários do Rio, que chegam a pagar quase o dobro da fatura em tributos. Um levantamento mostra que as três distribuidoras fluminenses - Ampla, Light e Energisa (Nova Friburgo) - estão entre as dez concessionárias que mais cobram por encargos, subsídios . . .

Este conteúdo é restrito a assinantes.

Por favor, faça seu login.

Não é assinante? Faça agora sua assinatura!

Americanas