Tributária

Cerveja tem a maior carga tributária entre os produtos mais consumidos no carnaval

RIO – A entrega da declaração do Imposto de Renda 2010 só começa em março, mas o Leão não tira folga nem no carnaval. Estudo do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT) mostra que os impostos chegam a representar mais da metade do preço de alguns produtos consumidos durante a folia. É caso da cerveja, bebida cuja carga tributária é de 54,80%. Na água mineral, a incidência dos impostos responde por 43,91% do preço e no refrigerante em lata, a 45,80%.

Quem quiser brincar fantasiado vai pagar na roupa com arame 33,91% de impostos e na de tecido 36,41%. A incidência tributária do confete e serpentina é de 43,83%, a da corneta 34%, a da máscara de plástico tem 43,93%. No agogô o peso dos impostos chega a 38,74% e no colar havaiano, a 45,96%.

Confira a tabela completa com a carga tributária 

Se para cair na folia ou mesmo para fugir dele, a pessoa for viajar, vai pagar 36,28% de encargos de impostos nos pacotes de hotel, incluindo hospedagem e translado.

Leia também: De ingressos a fantasias, carnaval traz gastos extras para o bolso do consumidor 

Segundo o IBPT, o peso dos impostos estimados pelo instituto se mantiveram os mesmos do ano passado, pois não houve desonerações nem aumento de tributos sobre estes produtos

– O governo federal, para atacar os reflexos da crise mundial, procurou direcionar a sua política de desoneração para itens que teriam maior repercussão na economia brasileira, deixando de fora os produtos considerados supérfluos, como os consumidos no carnaval – explicou em nota o presidente do IBPT , João Eloi Olenike.

Print Friendly, PDF & Email

Comentário fechado