Tributária

Incentivos para a GM

Rosane de Oliveira

A propósito da nota publicada sexta-feira sobre a duplicação da planta da General Motors em Gravataí, o leitor José Luís Mossmann Filho indaga sobre o montante de benefícios que o governo do Estado transferiu à empresa. O repórter João Guedes conversou sobre o assunto com o secretário da Fazenda, Ricardo Englert.

O secretário esclareceu que os benefícios fiscais oferecidos à GM para a ampliação da fábrica de Gravataí não incluem isenção de tributos. Englert disse que a montadora tem direito ao financiamento do ICMS gerado pela unidade. Do imposto devido pela venda da futura produção, apenas 25% serão pagos na hora. Os outros 75% serão quitados em um prazo de 22 anos, sendo 10 anos de carência.

O benefício é semelhante ao oferecido para a instalação da planta da GM, no fim do anos 1990. A diferença é que, na primeira fase do empreendimento, o financiamento do ICMS era de 100%.

Print Friendly, PDF & Email
Americanas

Comentário fechado