Tributária

Empresários pedem fim do IPI sobre objetos de couro

Uma comitiva de empresários estará em Brasília nesta terça-feira (6) para reiterar uma antiga reivindicação: o fim do IPI de 10% sobre os artefatos de couro. A comitiva, da qual fazem parte o presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Artefatos de Couros e Acessórios de Viagem (Abiacav), Vidal Veicer, e o empresário gaúcho Renan Proença será recebida às 17h pelo secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda, Nelson Barbosa.

A Abiacav levará ao Ministério da Fazenda estudo demonstrando que o Brasil consume por ano cerca de 550 milhões de peças como bolsas, carteiras, mochilas, malas, maletas e artefatos promocionais, com faturamento avaliado em R$ 13,6 bilhões. O setor conta com 3,29 mil indústrias que geram cerca de 100 mil empregos.

O estudo demonstra ainda que o impacto inicial nas contas do governo, causado quando ele abre mão de um determinado imposto, é logo compensado com aumento na arrecadação, em razão do número de empresas que deixam a clandestinidade para entrar no mercado formal.
Proença é presidente da Fasolo e ex-presidente da Fiergs e do Sindicato da Indústria de Couro do Rio Grande do Sul.

Print Friendly, PDF & Email
Americanas

Comentário fechado