Tributária

Dinamarca lidera o ranking dos campeões de tributos

Silvia Pimentel

Na disputa sobre quem tem a maior carga tributária, o Brasil sai perdendo na Copa do Mundo. Entre as 15 nações participantes do torneio, o País aparece em sétimo lugar, com uma carga tributária correspondente a 35,8% do Produto Interno Bruto (PIB). A Dinamarca está no topo da lista. Lá, a carga tributária ultrapassa 48% do PIB.
Nessa lista, com dados da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e se referem a 2008, o México é o que cobra menos impostos: 20,4%. Para especialistas, mais do que o tamanho da carga fiscal, o que incomoda são o mau uso do dinheiro arrecadado com tributos ou a falta de transparência na prestação de contas.
"O peso dos impostos é alto na Dinamarca, mas o Estado presta serviços de primeira qualidade aos cidadãos. Eles não pagam escola particular, não possuem planos de saúde e recebem aposentadoria digna que, no Brasil, só os funcionários públicos têm direito", afirma o diretor-executivo e coordenador do Comitê de Governança Corporativa da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), Charles Holland.
Transparência ? Crítico da falta de transparência do governo, especialmente na esfera federal, em mostrar à sociedade os seus gastos, Holland defende uma redução drástica do tamanho do Estado. E como forma de estimular o aumento das transações no País ? como ocorreu recentemente com a alta nas vendas de automóveis e linha branca após a redução temporária da alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) ?, ele também acha que o governo deveria abrir mão dos chamados tributos invisíveis, que são em grande número tanto no Brasil como nos países europeus. "A cobrança de impostos de forma não transparente está em desacordo com as boas práticas democráticas. Aliás, é impossível pensar em democracia plena sem transparência na arrecadação e gastança", analisa.
Para Holland, as campanhas de conscientização tributária são importantes pois somente conhecendo o quanto se paga em tributos invisíveis, a sociedade vai exigir a tão sonhada prestação de contas do governo em serviços eficientes.

Print Friendly, PDF & Email
Americanas

Comentário fechado