Tributária

União quer receber IR na fonte de servidores de segurança do DF

O governador do Distrito Federal, Rogério Rosso, se reuniu nesta terça-feira (15) com o secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Nelson Machado, e disse ter sido informado de que, a partir do fim de junho, a unidade da federação deixará de receber mensalmente cerca de R$ 30 milhões, a título de Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) relativo aos servidores da área de segurança (Polícia Militar, Civil e Corpo de Bombeiros). Os recursos ficarão com o governo federal. Segundo Rosso, a decisão, que é da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN), retroage ao início de 2003, o que também implicaria em um aumento da dívida do DF em cerca de R$ 2 bilhões. "Os repasses do FCO [Fundo Constitucional do Centro-Oeste] diminuirão em R$ 30 milhões por mês. Isso faz com que o DF tenha uma nova realidade financeira. Esse é o maior problema financeiro da história do Distrito Federal", disse Rosso a jornalistas.

Print Friendly, PDF & Email
Americanas

Comentário fechado