Corporativa

Brasil Foods critica restrição à fusão da Sadia com a Perdigão

BRUXELAS – A BRF Brasil Foods divulgou ontem uma nota criticando o parecer da Secretaria de Assuntos Econômicos (Seae) do Ministério da Fazenda que recomendou que a fusão da Sadia e Perdigão seja aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) com restrições. Segundo a empresa, o documento não leva em conta "evidências e argumentos concretos apresentados por meio de estudos técnicos baseados em metodologias antitruste".

Segundo a BRFoods, essas análises demonstram haver forte concorrência, elevada substituição de produtos no caso de eventual aumento de preços, ausência de barreiras à entrada de novos competidores. A empresa afirmou que o parecer é apenas uma parte do processo. "É uma recomendação, não um julgamento. Vamos contestar fortemente o parecer agora no Cade", afirmou o presidente da BRF,José Antônio Fay,

Estão entre as sugestões, que constam do parecer da Seae, a venda dos ativos de uma das empresas e licenciamento de sua marca por pelo menos cinco anos . A outra seria a de vender as companhias de menor porte do grupo, como : Batavo, Rezende, Confiança e Wilson, entre outras.

Print Friendly, PDF & Email
Americanas

Comentário fechado