Tributária

Comércio, indústria e trabalhadores contestam alta da taxa Selic

A Fiesp manifesta o ?sentimento de repúdio? do setor produtivo pela elevação da Selic. O presidente da UGT lamenta que o Copom tenha perdido a oportunidade de tirar do Brasil o título de recordista mundial de juros altos. Destoante, o presidente do Ibef acha que o Copom deveria ter mantido o ritmo de alta da taxa Selic em 0,75%.

Print Friendly, PDF & Email
Americanas

Comentário fechado