Tributária

Goiás corta redução de ICMS de gado e DF assina convênio com MG

Caio Barbieri

Governo do Distrito Federal (GDF) firmou convênio com Minas Gerais (MG) para a importação de gado a ser abatidos no território distrital, com redução de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

O Palácio do Buriti mantinha essa parceria desde 2008 com Goiás, de onde trazia os bovinos para abastecimento de mercados e frigoríficos. O problema é que o estado vizinho decidiu não renovar o benefício, que reduzia de 12% para 3% a alíquota tributária sobre o animal.

“Se o frigorífico daqui comprar a carne muito cara, ele obviamente vai vender mais cara. Antes, a gente operava com Goiás, que tem grande criação de gado. Só que, diante das dificuldades nas negociações políticas com o vizinho, procuramos Minas Gerais para que o cidadão não seja o principal prejudicado”, explicou o secretário de Economia do DF, André Clemente.

Ainda segundo o secretário, “só para se ter uma ideia, sem o convênio com Goiás, ficaria mais barato a aquisição do animal já abatido de outros estados e perderíamos empregos e renda”.

Clemente explicou ainda que o Distrito Federal não possui rebanho suficiente para abastecer a necessidade do consumo local. Por isso, mantinha o convênio com Goiás para que o gado fosse oriundo da Região Integrada para Desenvolvimento do Entorno (Ride).

O Metrópoles procurou a assessoria de imprensa do governo de Goiás, mas o estado vizinho não havia se pronunciado até a última atualização desta reportagem.

RNF – Fonte: Goiás corta redução de ICMS de gado e DF assina convênio com MG

Comentário fechado