Tributária

Projeto da Sefaz ES aborda classificação fiscal de mercadorias por meio da Computação Cognitiva

A 52ª edição do projeto Disseminando Conhecimentos foi realizada, na última quinta-feira (17). Desta vez, o foco foi a classificação fiscal de mercadorias por meio da Computação Cognitiva – tema abordado pelo auditor fiscal da Secretaria da Fazenda (Sefaz), o especialista em Automação Fiscal, Bruno Aguilar.

“Direcionei minha apresentação para uma complexidade que existe hoje na fiscalização e orientação tributária, que é a classificação fiscal das mercadorias. Esse tema é um dilema tanto para o contribuinte, que precisa classificar corretamente as diversas mercadorias por ele comercializadas, quanto para os auditores fiscais, que vão ter que verificar se o procedimento foi feito da maneira correta, se representou a conformidade fiscal da classificação dos produtos e o respectivo recolhimento dos tributos”, comentou Aguilar.

Além de ouvir a apresentação, os participantes puderam tirar suas dúvidas sobre o assunto. “A palestra também apresentou para os colegas uma plataforma de classificação de mercadorias que utiliza a Computação Cognitiva, para que as análises do Fisco sejam mais eficazes e assertivas”, acrescentou Bruno Aguilar.

Disseminando Conhecimentos

O Projeto Disseminando Conhecimentos foi criado em 2011 com o objetivo de fazer com que os servidores da Secretaria da Fazenda (Sefaz) repassem suas experiências para os colegas. “Como disseminar o conhecimento? Por meio dos Relacionamentos! O relacionamento é a artéria principal para fluir o conhecimento. É o facilitador que constrói alianças estratégicas que leva a administração pública a ocupar um melhor espaço e a evoluir mais”, explicou a subgerente de Treinamento e Desenvolvimento, Maria da Penha Zanoni Brito.

O palestrante da vez concorda plenamente com a subgerente de Treinamento e Desenvolvimento. “O Disseminando Conhecimentos é uma oportunidade de compartilhamento de informação e conhecimentos com os colegas. É uma troca de experiências. Então, é fundamental que os colegas apresentem suas vivências, visões e capacitações para que toda a equipe possa crescer junto”, concluiu Bruno Aguilar.

Quem deseja ser um disseminador, basta procurar a GEDEF/SUTED, por meio do endereço [email protected] Pelo e-mail, o interessado consegue obter todas as informações necessárias para a organização de uma edição do “Disseminando Conhecimentos”.

Print Friendly, PDF & Email
Americanas

Deixe em branco