Tributária

Sefaz Maranhão envia 71 autos de infração inscritos em Dívida Ativa para o Protesto em Cartório

A Secretaria de Fazenda enviou para o Protesto Extrajudicial um lote de 71 débitos constituídos por Autos de Infração, cobrando valores do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), inscritos em Dívida Ativa, totalizando R$ 22,1 milhões.

Os débitos se originam de cobrança do ICMS devido por infrações cometidas nas operações com mercadorias sem emissão de Nota Fiscal além de prestação de serviços de transportes interestadual, intermunicipal e serviços de comunicação sem o recolhimento do Imposto devido.

A inclusão dos débitos é oriunda das Certidões de Dívida Ativa (CDA’s), que foram emitidas nos últimos 5 anos pelo Corpo Técnico de Arrecadação da Secretaria de Fazenda. Os autos de infração, enviados para o Protesto Extrajudicial em Cartório, apresentam valores devidos acima de R$ 50 mil reais.

Segundo a gestora do Corpo Técnico de Arrecadação, Irene Ferreira, neste primeiro momento, débitos de valores inferiores, em geral relativos a pequenas e microempresas, não foram enviados para cartório em razão da crise que afeta especialmente os pequenos negócios.

A medida não é inédita no Governo do Maranhão. Desde 2019 a Secretaria de Estado Fazenda e o Instituto de Estudos de Protestos de Títulos do Brasil – Seção Maranhão (IEPTB-MA), firmaram um convênio a fim de otimizar a recuperação da Dívida Ativa Estadual, com apoio de mecanismos que viabilizam o incremento da arrecadação, para que o Estado possa empregar os recursos na execução das políticas públicas e ações previstas no orçamento.

Com o convênio foi ajustado o sistema de integração entre a SEFAZ e o Instituto, que se da por meio da Central de Remessa de Arquivos do Maranhão (CRA-MA), que permite à SEFAZ o encaminhamento de suas CDA’s a Protesto para todo o Estado do Maranhão, de forma automática.

É possível consultar gratuitamente a existência de Protesto através do site www.pesquisaprotesto.com.br ou baixando o aplicativo “Consulta Protesto” disponível para Android ou IOS.

Fonte: Portal SEFAZ MA

Print Friendly, PDF & Email

Comentário fechado