Tributária

Governo não desiste de aumentar CSLL

Brasília – Apesar de toda a movimentação contrária à Medida Provisória 232, que eleva os impostos, o governo deu claros indícios de que não negociará o aumento da tributação de 32% para 40% para profissionais e empresas prestadoras de serviços (CSLL). O líder do governo na Câmara, Professor Luizinho (PT), teve reunião reservada na casa do novo presidente da Câmara, Severino Cavalcanti, para avaliar a possibilidade de mediar as negociações com o empresariado. Segundo fontes do governo, mesmo já tendo se declarado contrário à MP, Cavalcanti se dispôs a negociar com as partes. Conforme a MP, todas as operações acima de R$ 5,620 mil passariam a reter Imposto de Renda na fonte

Print Friendly, PDF & Email
Americanas

Comentário fechado